• Thiago Moisés Queiroz

Alongamento Muscular

A primeira informação que precisa ser compartilhada sobre alongamento é que ele não apenas pode ser realizado de forma estática, mas também de forma dinâmica. O alongamento estático é o alongamento mais comumente utilizado e conhecido, no qual a pessoa mantém um membro em uma postura estática, parada, para alongar uma musculatura específica. No alongamento dinâmico é realizado por movimento de um membro de forma contínua.


alongamento dinâmico

Mas qual a diferença entre os dois alongamentos? Por mais polêmica que seja a discussão, muitos resultados de pesquisas indicam a preferência de um ao outro antes de determinados tipos de atividades físicas. Então, o que fará você escolher o tipo de alongamento está diretamente ligado com o tipo de atividade a ser desempenhada.


alongamento estático

Nossos músculos possuem estruturas que respondem ao alongamento, a partir do estiramento muscular que ocorre. Estas são diretamente afetadas pelo tipo de alongamento realizado, impactando de forma direta no desempenho a seguir. Quando realizamos alongamento estático essas estruturas recebem um incentivo de relaxamento, enquanto que, durante alongamento dinâmico essas mesmas estruturas recebem estímulos de ativação.


Portanto, podemos enxergar de forma direta que antes de atividades com expectativa de velocidade e agilidade devemos contar com o alongamento dinâmico. Por outro lado, em atividades voltadas para relaxamento optaríamos pelo alongamento estático. Sendo o segundo, mais indicado após as atividades.


O alongamento dinâmico pode ser realizado em 10 a 15 repetições de forma contínua e em velocidade média. O alongamento estático é realizado em até 60 segundos, sendo que, para indivíduos que possuem costume de alongar diariamente os benefícios podem ser obtidos em repetições de 30 ou até 15 segundos. Podem ser realizados antes e após o exercício, não sendo cientificamente indicado mais repetições durante o dia.


Como a ciência está sempre em evolução e adaptação, a cada dia vemos novos artigos e pesquisas que derrubam antigas crenças e práticas. Porém, a redução da rigidez na região do tendão do músculo, o aumento da flexibilidade muscular e o relaxamento muscular, se mantêm como benefícios de um alongamento realizado diariamente.




Autor: Thiago Moisés Queiroz


Formado em Fisioterapia na Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), em Uberaba, no ano de 2021. Atualmente realizando Mestrado no Programa de Pós Graduação em Fisioterapia da UFTM e UFU, na linha de pesquisa “Processo de Avaliação e Intervenção Fisioterapêutica do Sistema Musculoesquelético”. Colaborador da AEDEC BRASIL.

74 visualizações0 comentário